Patrocínio:

Koeler & Galvão Sociedade de Advogados. Logotipo 1 2018.

Ensinando Blockchain jogando Banco Imobiliário.

May 2, 2018

FONTE: Fernando Galdino em 30/04/2018. Publicado no LINKEDIN. Reproduzido sem imagens com autorização do Autor. 

 

 

 

Introdução


Ano passado, em uma pequena conversa sobre o lançamento da solução para Blockchain da Oracle, e permeado por outras ações exitosas na Oracle como o Chatbot for Good, fruto de parcerias diversas envolvendo #oracleForKnowledge, se chegou a uma pergunta interessante:

Seria possível ensinar Blockchain para os alunos usando algum mecanismo lúdico?
Seria possível ensinar Blockchain em uma aula tendo como base o jogo Banco Imobiliário?
Com base nisso fizemos alguns experimentos internos para que isso fosse desenvolvido. Na última sexta-feira, dia 27 de abril, pudemos aplicar o jogo na ESPM, na disciplina do professor Adrian Kemmer.

"Os alunos falaram que a aula mais legal que eles tiveram, não fui eu quem dei". Adrian Kemmer Cernev
Muitas pessoas então perguntaram, principalmente aqui no Linkedin, como foi a experiência e como ela funciona. Para esclarecer, estou escrevendo este artigo para dar um panorama sobre a aula. Quem quiser ainda mais detalhes, por favor, pode enviar suas perguntas para o e-mail fernando.galdino@oracle.com.

A dinâmica da aula
A aula é divida em cinco partes. Na última aula realizada o encontro ocorreu entre 19:45 e 22:45. É importante que os alunos tenham sido antecipadamente orientados a entender que Blockchain e Criptomoedas são assuntos diferentes. Isso ajuda bastante na dinâmica da aula.

Execução


A aula é composta pelas partes descritas abaixo:

Primeira Parte - Motivação - 20 minutos

O objetivo desta primeira foi trazer algumas discussões para os alunos sobre a situação atual em que vivemos considerando aspectos como confiança, transparência, intermediação e seus impactos para a sociedade (envolvendo a população, empresas, governos, e outras entidades).

 

A discussão com os alunos foi muito boa. Eles se abriram e ajudaram a desenvolver o tema. Caso isso não tivesse acontecido, eu estava preparado para distribuir alguns post-its e aplicar uma dinâmica para a participação.

Segunda Parte - Jogar Banco Imobiliário - 20 minutos

O objetivo da segunda parte da aula foi que os alunos jogassem Banco Imobiliário. Com isso eles puderam abrir o tabuleiro, definir como jogariam, e jogar algumas rodadas. A intenção eram que jogassem de forma livre. Discussões a respeito foram feitas na discussão pós-jogo.

Terceira Parte - Rever conceitos de Blockchain - 20 minutos

Solicitei aos alunos que interrompessem o jogo e então pudessemos rever outros conceitos sobre Blockchain, principalmente ao uso por empresas e governos e a necessidade das redes permissionadas.

 

Propositadamente, não foquei, no início desta parte, em perguntar sobre como foi o jogo. A intenção era que o tempo passasse. Ao final da explanação eu questionei se ainda lembravam da sequência das rodadas, como seria auditarmos o que se passou, se todos confiavam nos jogadores e nos títulos e propriedades que tinham em mãos.

Quarta Parte - Jogar Banco Imobiliáro - 20 minutos

No segundo jogo envolvendo Banco Imobiliário, os alunos são instruídos a jogarem porém desta vez anotando as transações, uma a uma, em posts-its. 

 

Cada grupo tem a liberdade de decidir como e quem anotar.

 

Algumas informações são importantes estarem nos posts-its: número da rodada (ou da transação), o que aconteceu (compra de propriedade, transferência de dinheiro ou de propriedade, falência), as partes envolvidas bem como os valores. 

 

Quinta Parte - Discussão pós-jogo - 20 minutos

Com o jogo anterior, a intenção era que os alunos pudessem materializar alguns dos conceitos existentes no Blockchain tais como: transações, blocos, rastreabilidade, histórico, imutabilidade e confiança.

Nesta parte estes conceitos podem ser explorados pelo instrutor. Outros aspectos como quem fez as anotações, se tinha ou não um banqueiro, tempo dispensado, dentre outros, também podem ser explorados.

Se necessário, algumas perguntas que podem ser realizadas estão colocadas na apresentação abaixo: 

 

Sexta Parte - Preparativos para o Hands-on - 20 minutos

Após a discussão pós-jogo se pode ter um intervalo de 20 minutos, conforme as regras de cada universidade ou colégio. Após esse retorno dos alunos existem algumas possibilidades sobre os próximos passos:

Explorar e discutir Blockchains públicas como o Ethereum
Explorar e discutir Blockchains permissionadas como o Hyperledger
Trazer alguma atividade de hands-on para que os alunos possam experimentar e usar uma solução Blockchain para armazenar as transações coletadas durante os jogos.
A ênfase na terceira parte foi feita na ESPM. Com isso, nesta sexta parte, a ênfase foi em explicar uma máquina virtual disponibilizada pela Oracle que continha uma versão Early Release do Oracle Blockchain Cloud Services e estava preparada para receber essas transações.

Foi criado um contrato inteligente, escrita na linguagem Go, para permitir consultas na plataforma Hyperledger (por exemplo, consultar situação atual das propriedades, consultar situação atual das carteiras, consultas histórico das propriedades e das carteiras) e também para realizar as transações (transferência e pagamento).
 

Portanto, neste ponto, os alunos deveriam traduzir os posts-its para essas funcionalidades. A digitação das transações pode ser feita através de API REST ou por uma aplicação que foi construída, em NodeJS, para esse propósito.

Sétime Parte - Hands-on - 40 minutos

A forma mais prática era digitar as transações na aplicação que foi construída para interação com a solução Oracle Blockchain + Hyperledger. 

 

Oitava parte - Conclusão - 10 minutos
Discussão rápida com os alunos para finalizar a aula e direcionar para novas descobertas.

Conclusão


A aula foi muito interessante. A disposição dos alunos e do professor Adrian em criar uma atmosfera propícia para a aplicação da dinâmica foi essencial. 


 

Please reload

Our Recent Posts

Curso "Blockchain e suas aplicações" do BNDES é compartilhado com a Administração Pública através de Curso em Brasília na ENAP - Escola Naci...

July 7, 2019

Blockchain History: Genesis (1980–2009)  

Publicado em MEDIUM por Tony Vazz em 23 de maio de 2019

Blockchain History: Genesis (1980–2009)

June 8, 2019

Kik - Guide for Law Enforcement

June 6, 2019

1/1
Please reload