Patrocínio:

Koeler & Galvão Sociedade de Advogados. Logotipo 1 2018.

Blockchain e o combate à fome

May 31, 2018

Por José Nogueira D'Almeida Júnior

 

 

O World Food Program (WFP), ramo da ONU que busca diminuir a fome no mundo, vem ajudando muitas pessoas no planeta, chegando a 9,3 milhões de necessitados em 2015.

Um tipo de ajuda se dá por meio de doações para que as pessoas possam comprar seus alimentos nos supermercados locais. Mas para que o dinheiro chegue até elas, é necessário realizar transferências por bancos e outras instituições, o que deixa o processo lento e custoso.

Uma iniciativa do WFP é um projeto em blockchain que está ajudando sírios a terem acesso a alimentos. Para acelerar a entrega do dinheiro para os refugiados, foi concebido o Building Blocks, um sistema que permite a transferência ponto-a-ponto. A tecnologia é baseada na plataforma Ethereum e torna a entrega dos recursos mais rápida e barata. As pessoas recebem seus "Food Vouchers" e podem fazer suas compras nos supermercados locais, onde são identificados por biometria (leitura da iris) e pagam usando o voucher. O projeto Building Blocks atendeu mais de cem mil pessoas vivendo em campos de refugiados em janeiro de 2018.

Se você mora numa metrópole brasileira, possivelmente você passou por um pedinte recentemente. Não é díficil encontrar alguns no Rio de Janeiro e é algo urgente. Será que podemos pensar numa solução similar a do Building Blocks para as pessoas com fome nas ruas do Brasil? É uma questão que fica e que será retomada no próximo texto.

Please reload

Our Recent Posts

Curso "Blockchain e suas aplicações" do BNDES é compartilhado com a Administração Pública através de Curso em Brasília na ENAP - Escola Naci...

July 7, 2019

Blockchain History: Genesis (1980–2009)  

Publicado em MEDIUM por Tony Vazz em 23 de maio de 2019

Blockchain History: Genesis (1980–2009)

June 8, 2019

Kik - Guide for Law Enforcement

June 6, 2019

1/1
Please reload